Voltar
Guardas prisionais em greve até janeiro
06 dez 2018

O Sindicato Independente do Corpo da Guarda Prisional (SICGP) anunciou hoje que vai realizar uma greve entre 15 de dezembro e 06 de janeiro. O protesto vai coincidir com outra paralisação convocada pelo Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional que arranca hoje e se prolonga por 13 dias.


O presidente do SICGP, Júlio Rebelo, disse à agência Lusa que ficam assegurados os serviços mínimos para as festas de natal com os filhos das reclusas.

Os guardas prisionais querem ver retomadas as negociações com o Ministério da Justiça em torno da conclusão da revisão do estatuto profissional.

A atualização da tabela remuneratória, a alteração dos horários de trabalho, o descongelamento das carreiras, mais admissões e um novo subsídio de turno estão entre as reinvindicações.

Estas greves acontecem depois de os guardas prisionais terem realizado uma paralisação de quatro dias, que terminou na terça-feira e a realização de um plenário no Estabelecimento Prisional de Lisboa (EPL) que impediu a realização de visitas aos reclusos.

 

Célia Reis

15 Feb 2019
CDS justifica moção de censura com esgotamento do Governo

15 Feb 2019
CDS vai apresentar moção de censura ao Governo

15 Feb 2019
Quase um quarto das farmácias em risco de fechar - ANAF